#MAIORCAMPEÃODOBRASIL
|SITE OFICIAL
Crefisa FAM Puma

COPA LIBERTADORES

A trajetória do Verdão na maior competição de clubes da América

Voltar Jogos Libertadores

Arbitragem trágica e novo artilheiro

Em 2001, pela primeira vez em sua história, o Palmeiras disputava a Libertadores pela terceira vez seguida. O algoz, novamente, foi o Boca Juniors, agora nas semifinais. O primeiro dos dois embates decisivos (disputado em La Bombonera) ficou marcado como um dos jogos mais mal apitados em todos os tempos na competição. O árbitro paraguaio Ubaldo Aquino marcou um pênalti que não existiu a favor dos argentinos e ainda expulsou o volante Fernando, que não havia feito nada, além de não marcar um pênalti escandaloso em cima do mesmo Fernando, momentos antes de sua expulsão. No segundo duelo, em noite inspirada de Riquelme, o Boca chegou a abrir 2 a 0 em pleno Palestra. O Verdão buscou o empate, mas acabou sucumbindo mais uma vez nos pênaltis.

O momento mais emblemático na trajetória do Palmeiras naquela edição, porém, aconteceu na fase anterior, diante do Cruzeiro, no Mineirão. Novamente em decisão por pênaltis, após empate por 2 a 2 no tempo normal, Marcos defendeu três cobranças do time mineiro, sendo fundamental para a classificação alviverde.

Mesmo não chegando à finalíssima, o Palmeiras voltou a ter um artilheiro na Copa Libertadores depois de 33 anos. O meia Lopes marcou 9 gols e se tornou artilheiro isolado da competição, igualando o feito de Tupãzinho, em 1968.

São Marcos é novamente o heroi palmeirense na decisão por pênaltis

Com diversos erros de arbitragem no jogo de ida, Palmeiras é eliminado pelo Boca

Campanha
12 jogos, 6 vitórias, 5 empates, 1 derrota, 26 gols marcados, 15 gols sofridos.

Técnico
Celso Roth

Quem jogou

Jogador Posição Jogos Vitórias Empates Derrotas Gols
Alex Meia 12 6 5 1 4
Fábio Junior Atacante 12 6 5 1 5
Felipe Lateral-esquerdo 12 6 5 1 0
Galeano Volante 12 6 5 1 1
Leonardo Zagueiro 12 6 5 1 0
Marcos Goleiro 12 6 5 1 -15
Lopes Meia 11 6 4 1 9
Basílio Atacante 10 5 4 1 0
Alexandre Zagueiro 9 4 4 1 2
Magrão Volante 8 4 3 1 0
Tuta Atacante 8 5 3 0 2
Fernando Volante 7 3 4 0 0
Arce Lateral-direito 6 1 4 1 1
Muñoz Atacante 6 2 4 0 1
Taddei Volante 6 3 2 1 0
Juninho Meia 5 2 3 0 0
Daniel Martins Lateral-direito 4 4 0 0 0
Claudecir Volante 3 2 1 0 0
Paulo Turra Volante 3 2 1 0 0
Thiago Mathias Zagueiro 2 1 1 0 0
Tupã Atacante 2 1 0 1 0
Argel Zagueiro 1 0 1 0 0

Quem Treinou

Técnico Jogos Vitórias Empates Derrotas
Celso Roth 12 6 5 1