#MAIORCAMPEÃODOBRASIL
|SITE OFICIAL
Crefisa FAM Puma

COPA LIBERTADORES

A trajetória do Verdão na maior competição de clubes da América

Voltar Jogos Libertadores

Veterano de verde e participação discreta

Mesmo com Pedro Rocha vestindo a camisa alviverde, o Verdão não foi longe em 79

Para os torcedores do Palmeiras, a Copa Libertadores de 1979 é lembrada até os dias atuais pela passagem marcante do uruguaio Pedro Rocha, que, à época, era um dos jogadores mais populares do Brasil – foi ídolo do Peñarol (URU) e também fez história no cenário nacional vestindo a camisa do São Paulo.

Ao 37 anos, o veterano meio-campista foi contratado especificamente para defender o Palmeiras na Taça Libertadores. No entanto, apesar de possuir um elenco relativamente forte, que contava com outros craques como Jorge Mendonça, Marinho Peres e Baroninho o Verdão não foi capaz de se destacar na competição.

Num grupo que contava ainda com os peruanos Alianza Lima e Universitario, o Palmeiras perdeu a primeira posição da chave justamente para o Guarani, que no ano anterior havia se sagrado campeão brasileiro ao derrotar o próprio Palmeiras na decisão.

Campanha
6 jogos, 3 vitórias, 0 empate, 3 derrotas, 15 gols marcados, 11 gols sofridos.

Técnico
Telê Santana.

Quem jogou

Jogador Posição Jogos Vitórias Empates Derrotas Gols
Gilmar Goleiro 6 3 0 3 -11
Polozi Zagueiro 6 3 0 3 0
Rosemiro Lateral-direito 6 3 0 3 1
Amilton Rocha Ponta-direita 5 3 0 2 0
Ivo Volante 5 3 0 2 1
Jorge Mendonça Meia 5 2 0 3 5
Nei Ponta-esquerda 5 3 0 2 0
Pedro Rocha Meia 5 3 0 2 1
Pires Volante 5 2 0 3 0
Sóter Lateral-direito 5 2 0 3 0
Pedrinho Lateral-esquerdo 4 3 0 1 0
Toninho Catarina Atacante 4 2 0 2 3
Zé Mario Meia 4 2 0 2 0
Baroninho Ponta-esquerda 3 1 0 2 2
Beto Fuscão Zagueiro 3 2 0 1 0
Marinho Peres Zagueiro 3 1 0 2 1
Osmir Atacante 1 1 0 0 0

Quem Treinou

Técnico Jogos Vitórias Empates Derrotas
Telê Santana 6 3 0 3